Whatsapp 00 971 50 245 5765
dubai@dubaicomguia.com / Skype: solangepineiro

Mundial do Catar é daqui a exatamente cinco anos. Planeje sua viagem com Dubaicomguia.

Comment are off
Pensando na Copa da Rússia? Faltam cinco anos para o Mundial do Catar! Daqui a 1.825 dias, em 21 de novembro de 2022, haverá uma quebra de paradigma. Pela primeira vez na história, o torneio será disputado de novembro a dezembro e não de junho a julho como de costume. Realizar a competição no inverno foi alternativa da Fifa para driblar o calor no país asiático. A temperatura média neste período do ano é de 28ºC.
A Fifa programou a Copa de 2022 para o período de 21 de novembro a 18 de dezembro, ou seja, tem tudo para bagunçar a temporada dos clubes no mundo inteiro. Para os europeus, a Copa será no meio da temporada. Para alguns países sul-americanos — é o caso do Brasil — o Mundial será disputado no último mês do Campeonato Brasileiro. Imagine uma pausa justamente no momento de definição do campeão, vaga para Libertadores, rebaixamento… Até a Conmebol terá de se organizar. As finais da Copa Libertadores da América e da Copa Sul-Americana também devem sofrer ajustes no calendário. A Copa de 2022 deve afetar inclusive o Mundial de Clubes da Fifa — disputado regularmente em dezembro.
Ainda há dúvidas se a Copa de 2022 será mesmo no Catar. Denúncias de corrupção na escolha do país sede e de exploração dos trabalhadores podem fazer a Fifa recorrer a um plano B. Inglaterra e os Estados Unidos seriam as opções. Além disso há a questão do boicote do mundo árabe ao Catar. Arábia Saudita, Emirado Árabes Unidos, Barein e Egito reclamam do não cumprimento de acordos relativos ao combate ao terrorismo e ao extremismo e até tiraram embaixadores do país.
O bloqueio causa impacto no transporte aéreo. Atualmente, para viajar da vizinha Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para Doha, no Catar, um trajeto de 650km, é obrigatório fazer uma escala no Kuwait. A tendência é que malha aérea sofra mudanças nos próximos anos.
Além de a Copa de 2022 ser disputada de novembro a dezembro, há outras atrações para os torcedores. O país sede deve se transformar em uma espécie de Disney da bola. Como o Catar é pequeno, o Mundial terá oito estádios em um raio de 60km, ou seja, um fanático por futebol pode até organizar uma logística para acompanhar os 64 jogos da última edição com 32 países.  A partir de 2026, a Copa terá 48 seleções. No Catar, a distância mais longa entre os estádios deve demorar 37 minutos para ser percorrida de metrô.
Um dos dilemas da Copa de 2022 é liberação de bebida alcoólica no Catar. O presidente do Comitê Organizador da Copa, Hassan Al Thawadi, jura que isso não será um problema daqui a cinco anos. Ele diz que não haverá comercialização de bebidas nas ruas, mas em alguns setores destinados aos fãs — as chamadas fan zones.
Dentro das quatro linhas, a seleção do Catar é, obviamente, a única classificada para a Copa de 2022. O país segue à caça de jogadores que possam se naturalizar para defender o país. O time é uma incógnita. Atualmente, é comandado pelo técnico espanhol Felix Sanchez Bas, que não conseguiu classificar o país para a Rússia-2018. Não se assuste se houver mudanças em breve. Há interesse da Federação por Luiz Felipe Scolari, que acaba de deixar o futebol chinês. E há quem defenda a aposta em um jovem treinador. A opção seria por Xavi Hernández. O ex-meia do Barcelona defende atualmente o Al-Sadd, da cidade de Doha.
fonte: DF/Brasiliense.
Sobre o autor